Cursos de Coaching e Treinamentos para Líderes - SLAC Coaching
Home | Learning Tribes
Artigos ABTD
De repente... 50 anos!
http://www.abtd.com.br - Data da Publicação: 29/03/2017

Por VERÔNICA MARANHÃO

Minha inspiração em escrever este artigo foi quando tomei conhecimento, recentemente, de uma plataforma para cadastro de currículos de profissionais a partir de 50 anos. Achei maravilhoso e ultranecessário! Há tempos buscava algo parecido e desconhecia.

Atuo como Coach e Consultora em Desenvolvimento Humano e vejo um mercado fechado (está melhorando um pouco, mas ainda há muito a fazer) para profissionais na faixa dos 50 em diante. Em meus processos seletivos, clientes dão preferência aos mais jovens (também sei que isso envolve diversas questões, tais como salários e etc.). Sabemos que, de um modo geral, somente as pequenas empresas possuem um olhar mais flexível com relação a isso, uma vez que necessitam de pessoas mais experientes para conduzirem os negócios.

Vejo um mercado muito jovem - aliás nada contra, temos jovens maravilhosos, bem formados e comprometidos. No entanto, em sua maioria, faltam-lhes a maturidade, o equilíbrio, o olhar amplo e sereno do ambiente organizacional, que normalmente só quem tem mais de 50 anos costuma possuir. Por conta disso, vejo equívocos em algumas gestões devido à falta de experiência de alguns e impulsividade em excesso. Acredito na força potencial da mescla entre profissionais jovens e profissionais mais maduros. Pode ser a fórmula perfeita para o sucesso.

No entanto, meu objetivo ao compartilhar meus pensamentos com vocês é despertar-lhes para pessoas cheias de vitalidade, energia, conhecimento, experiência profissional e de vida. Pessoas que deveriam ser vistas como ótimos investimentos, e que muito poderiam contribuir com as organizações na busca por resultados, mas que infelizmente não sendo bem aproveitadas no mercado.

Conheço profissionais seniores que possuem uma trabalhabilidade elevada, que estão atualizados, em dia com  os avanços tecnológicos, que realizam cursos de aperfeiçoamento em sua área, enfim, que estão inteirados das novidades e demandas de um mercado exigente. Pessoas que possuem mente ativa, conscientes de que é ela quem nos move e nos faz querer viver, com objetivos bem traçados e muitos sonhos a serem realizados. Profissionais seniores com a chama da curiosidade acesa, bom humor e vontade de fazer acontecer. Como vejo isso nos "cinquentões", e como fico me perguntando por que não estão em uma empresa produzindo, contribuindo com a empreitada do grupo, agregando valor ao negócio?

Alô, pessoal! Vamos ampliar a visão, mudar o modelo mental, deixar o preconceito de lado. Vejam como muitas empresas estão deixando de investir e contratar profissionais fantásticos, que muito poderão fazer para que todo esse cenário gire positivamente!

Ah, já estava me esquecendo! Estou levantando essa bandeira do aproveitamento dos profissionais de 50, 60, 70 nas empresas e informo-lhes que vou completar 51 anos em breve – atenta e cheia de ideias para colaborar no desenvolvimento das pessoas e dos projetos nas organizações. Acima de tudo, feliz, por ter me transformado na pessoa e profissional que sou, mais serena, mais firme, sabedora de minhas ações e proposições quando estou em atuação com meus clientes. Feliz por contribuir com o desenvolvimento das empresas e poder participar da construção de uma sociedade melhor.

Por Veronica de Lyra Maranhão
Coach e Consultora em Desenvolvimento Humano e Organizacional

Contatos:

(21)98790-3574

veronica@arteconsulting.com.br
www.arteconsulting.com.br
www.pessoas-em-foco.com.br

 

VERÔNICA MARANHÃO veronica@arteconsulting.com.br (http://)

REDES SOCIAS
ASSOCIADO
FIQUE SÓCIO - ABTD
Treinamento e Desenvolvimento Vivencial I CIRCUITO NETAS
NORTHBRASIL
© Copyright 1999 - 2017 - Política de Privacidade - Todos os direitos reservados à ABTD Nacional - Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento
Rua Machado Bittencourt, 89 - Vila Mariana - CEP: 04044-000 - São Paulo - SP - Tel/Fax: (11) 5085-2283. abtd@abtd.com.br

Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião da ABTD e de seus diretores.
Os textos cadastrados são de responsabilidade exclusiva dos seus respectivos autores.